quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Crop & Croc & Glub

Gente, foi ótimo! A luz acabou, a cerveja esquentou, recorremos pro saco de gelo e foi tudo lindo! Muita mulher bacana junto dá nisso mesmo. Vimos ao vivo um monte de projetos lindos e nos apaixonamos mais ainda por eles (a tela do compu nunca vai mostrar a beleza absoluta de um trabalho da Fabi ou da Maisa ou da Dany Peres). Comemos coisas deliciosas. Rimos de tudo. Descobrimos (de verdade) a motivo do caos aéreo. Cantamos "não sabe, não sabe...". Trocamos um monte de material. Fortalecemos nossa amizade, revendo amoras conhecidas e conhecendo outras. E ainda fizemos scrap!

Gente, a Bia tá com adesivo no vestido ou eu tô bêbada?

A Laís tá sentada fazendo scrap ou eu tô bêbada?

É, pois é... Teve de um tudo!

Quarteto FAN-TÁS-TI-CO!

Ale Carlini cantando e Déa Barbuto posando.


Os projetos foram uma página da Anne espetacular (ela e a página) e uma brincadeira que chamei de página-desafio. Fiz 10 tarefinhas que as meninas tinham que cumprir pra criar um projeto:
01- Escolher um papel decorado como base
02- Criar uma figura com seu nome (tipassim, dobre um pedaço de papel, de qualquer tamanho, com o verso "pra fora" e escreva seu nome na horizontal perto do vinco. Depois recorte em volta do nome, menos no lado do vindo e abra). A figura criada devia ser usada na página.
03. Decorar a figura criada (a minha é essa forma florida embaixo do "smile"- decorei fazendo uma moldura).
04- Usar 07 botões com, no mínimo, 03 cores diferentes.
05- Usar um tipo de tecido (esse caseado a Faby Granola que me ensinou, mas ficou meio feio ainda. Vou melhorar no próximo =).
06- Pedir que a amiga da esquerda acrescentasse um item dela na sua página (as flores são, ops, eram da Mérys).
07- Um bling (dá pra ver a borboletinha no L?).
08- Alterar a foto (a Katia fez essa moldura de tinta).
09- Usar caneta.
10- Criar o título usando uma frase.
A minha ficou assim...
O mais legal é que TODAS as páginas sairam, obviamente, muito diferentes, mas com 10 coisas em comum. Elas quiseram me matar com a história do nome, mas eu adorei.

Tem mais foto no blógui da Katia =)
Amoras, quero ver as páginas prontas. Me mostrem?
Ai, ai... quero mais.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Assine aqui!



Em julho, fiz dois livros de assinatura pra duas amigas queridíssimas! Fiz do zero. Cortei o hoeller maior que o miolo e encapei. Fiz o miolo com papel tipo vergê texturizado. Imprimi uma mensagem na primeira folha e o nome dos noivos nas outras. Mandei espiralar. Sem modéstia, ficaram ótimos.

domingo, 26 de agosto de 2007

Mundo Livro

PS: Nunca vi ps antes, mas vamos lá hehehe O crop de ontem foi maravilhoso, divertidíssimo, produtivíssimo e mutos outros íssimos! AMEI mais que sorvete! Mas só vou postar as fotos depois hohohoho Aliás, se as meninas que foram passarem por aqui, mandem as fotos pro meu email? Brigada!


Sexta-feira levei a 5ª série no SESC Pompeia ver a exposição O mundo livro. Já tinha ido antes pra me programa para levá-los, mas ir com eles foi muito melhor. Eles amaram!! Aliás, que criança não adoraria aprender sem perceber? Além das instalações interativas, tem milhaaaares de livros que eles podem passar horas lendo e um contador de histórias fabuloso. Queria contar histórias igual aquele moço. Eu deitei no sofá e fiquei ouvindo tudo como se tivesse 10 anos. Aliás, naquele momento eu realmente tinha.
Veja se não nos divertimos...




Quem tem criança que gosta de livro, vá! Quem é criança que gosta de livro (eu, por exemplo), vá também!

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

7 acontecimentos que mudaram minha vida...

Definitivamente foram mais que sete. Acredito que praticamente todos os dias acontecem coisas marcantes que mudam o curso da sua vida de alguma forma. Principalmente coisas pequenas que a gente só se dá conta da importância depois que anos se passam e você percebe que se tivesse tomado outra decisão, senão aquela, tudo teria mudado.
Vou tentar fazer a coisa meio cronológica.

01. A separação dos meus pais. Eu não tenho a menor lembrança dos dois juntos e, ao contrário de muitas crianças, não passei pelo menor trauma. Sempre fui feliz e bem resolvida com isso, nunca sofri na escola nem qualquer coisa parecida. Eles se dão super bem e eu também com os dois. Porém, acho bastante marcante porque muito da minha personalidade tem a ver com o fato de eu ter passado a minha vida inteira morando só com a minha mãe. Nós somos completamente unidas e não há que imagine uma longe da outra. Creio que, caso eles não tivessem se separado, não só teriam mudado muitas coisas na minha vida, como também eu teria uma personalidade bastante diferente.

02. Meu curso de Inglês. hehehe É até engraçado, mas se minha mãe não tivesse tomado aquela decisão (depois de um pedido meu, claro), muita coisa não seria como é. Estando ligada à área da Eduação e convivendo com o pessoalzinho de hoje (sem contar esse mundão globalizado que a gente vive, muito diferente do que era 20 anos atrás), é muito difícil não pensar nisso.

03. Entrar no COG aos 19 anos, sem a menor experiência com escola regular (só dava aula em escolas de idiomas) e sem diploma nenhum. Eles estavam abrindo, dentro do próprio colégio, uma franquia de um instituto de Inglês de Campinhas e a professora que contrataram, minha vizinha, desistiu de pegar as aulas um dia antes de começar. Ela mesma me indicou e no outro dia eu estava trabalhando com turmas de crianças e adultos. Até aí, nada anormal. No ano seguinte, a professora de inglês do colégio, que dava aula pra todo mundo, desde a pré-escola até o fundamental (na época não tinha ensino médio lá), iria mudar pro interior. Foi aí que os donos da COG me convidaram pra dar aula pra escola inteira, além das aulas do curso, sem eu ter ao menos um diploma. Eu morri de medo, mas eles confiaram no meu trabalho, na minha vontade, na minha paixão e estou lá há mais de 10 anos, muito feliz! Adoro meus amigos de trabalho e meus alunos.

04. Entrar na faculdade, aos 23 anos, tendo certeza absoluta de que estava fazendo a escolha certa. Como eu já davaaula, tinha certeza que queria fazer Letras. Meus quatro anos de faculdade foram completamente prazerosos. Adorava minhas matérias, adorava a convivência com aquelas pessoas, adorava minha rotina. Claro, todo mundo cansa nos últimos semestres, mas hoje eu sinto a maior falta. Conheci pessoas maravilhosas e aprendi pra uma vida toda.

05. O Julio, claro. Meu amor! Quando comecei a namorá-lo, minhas amigas mais próximas não acreditavam porque eu era a maior desencanada do mundo. Não queria nada com ninguém. Ele mudou a minha vida, me fazendo sentir amada como nunca, me tratando como uma princesa, me dando de presente os dias mais felizes na minha vida. Namoramos 5 anos, estamos casados há 1 e até hoje é assim.
06. O dia do meu casamento. Todo mundo sabe que eu sempre disse que nunca ia casar. Mesmo quando decidi casar, eu não ia casar, ia mudar de casa, morar com um menino heheheeh Depois que compramos nossa casa e começamos a pensar melhor, decidi fazer tudo em 2 meses. E foi o máximo dos máximos! Tudo exatamente como eu NÃO imaginei, mas planejei, sacumé? De abril pra junho conseguimos organizar tudo e tivemos a cerimônia e a festa mais bonitas do mundo.

07. Hmmm... E agora? Podia dizer minhas viagens (sou apaixonada por todas elas), conhecer meus amigos (adoro todos eles), começar a fazer scrap (um mundo paralelo totalmente fascinante), mas acho que vou deixar pra completar esse sétimo daqui uns dois anos heheheh

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Teoricamente, eu deveria estar num grupo cuja primeira pessoa receberia o LO da Luzinha e faria um lift. Aí passaria o lift pra outra pessoa que faria lift do lift. E assim por diante.
Na prática, perdi o prazo de inscrição, não entrei em grupo nenhum e fiquei com raiva de mim mesma. Pra me acalmar heheh liftei a Luzinha e here it is.

A idéia:
Meu lift:

domingo, 19 de agosto de 2007

I matter!


A Pepper falou "Deixa eu ver quem merece..." e me deu =P

PS: GENTE! A Faby e Penna também me deram! Iupi!

Vocês não estão entendendo!! A Caramello também me deu esse negócio! Olha:
"3. Dan - pessoa mais divertida desse mundo..."

sábado, 18 de agosto de 2007

Era uma vez...

... uma menina que adorava fotos. Tinha muitas e adorava organizá-las de jeitos diferentes: tinha arquivos, fichas, álbuns. Um dia ela descobriu um negócio chamado scrapbook. Na verdade, ela já tinha ouvido falar, mas não sabia o que era nem como começar a fazer. Depois de pesquisar um pouco, achou que poderia tentar, então comprou um monte de cartolinas. Com a ajuda do namorado, ela cortou todas em 30x30, resultando em muitas folhas e alguns riscos de estilete no assoalho da mãe. A menina achou que a partir dali já podia começar a cortar uns papéis de presente e umas figuras de revistas porque cartolina ela tinha muitas.

Sua primeira página foi feita especialmente para dar de presente de aniversário de namoro. O menino adorou e tratou logo de colar na parede do seu quarto com durex. Depois de um tempo, essa página precisou sair dali e, sem querer, foi rasgada. Hoje não existe mais. A menina, claro, aproveitou a foto e fez outra.

A segunda página, feita quase no mesmo dia da primeira, foi uma inovação. "Vou usar papel cartão PRETO", pensou ela, com ar de quem estava descobrindo a América. Pensou também em fazer umas molduras. Mediu aqui, ali, fez tudo "certinho". Mas ainda faltavam alguns detalhes. Então, recortou um poema de uma revista e prendeu no papel com um imã da geladeira da mãe. Fez um haicai que, aliás, ela nunca gostou tanto assim, mas achou que combinava. E, finalmente, criou um título no computador e encapou com papel contact.

Depois dessas primeiras tentativas, o tal scrapbook virou um vício para a menina. Desde então, ela não passou um só dia em casa sem fazer alguma coisa relacionada ao novo passatempo (que ela gostava de chamar de terapia). Quase dois anos se passaram e um dia, quando a menina estava mexendo nas suas primeiras páginas, achou aquela do fundo preto. Como ela já conhecia muitas outras coisas, o fundo preto já não parecia tão inovador assim. A moldura e o recorte de revista muito menos. O haicai ela gostava menos ainda. Mas nada a incomodou tanto quanto o título. Não porque ele era ruim, mas porque estava amarelo. AMARELO! O que era branco, ficou amarelo. Como a menina adorava aquelas fotos, ficou preocupada com o que pudesse acontecer mais pra frente e não pensou duas vezes:

Agora ela está feliz com sua nova página, mas não pretende refazer mais nenhuma porque gosta das suas coisas feitas com cartolina.

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Garanta já o seu!



PS: Tati Pepper rules a lot!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Hmmm...

domingo, 12 de agosto de 2007

My so-called life


Alguém daqui via essa série? Passava muuuuitos anos atrás (mais de 10, acho, Friends nem existia na minha vida) e eu simplesmente amava! Era a coisa mais legal do mundo, putz! Como só teve uma temporada, os episódios eram constantemente reprisados e eu assistia a todos, todas as vezes.
Faz umas duas semanas que estou revendo com o Julio (eu revendo, ele vendo) e tô completamente viciada de novo. Além de emotiva, nostálgica... Lembrei de tanta coisa. Como eu era, como era minha vida, minha escola, meus amigos, enfim... A série é TÃO anos 90 e eu sou uma filha dos anos 90 heheheh
Acho que nunca houve uma personagem adolescente tão real quanto a Angela Chase. A relação dela com a família, com a escola, com os amigos... Não tem quem não se identifique, não tem! O texto é fantástico. E como a Claire Danes é boa atriz, mesmo aos 15 anos.
Se, por acaso, uma de vocês assistia, me conta! Se não, tentem, vocês vão amar! Eu vou guardar e rever daqui outros 15 anos, com minha filha =)

domingo, 5 de agosto de 2007

Página preferida

Que tarefa difícil, ! Eu tenho tanta coisa cafona que eu adoro heheeh E tenho tanta coisa que eu acho linda, mesmo já tendo passado o momento, sabe? hehehe Sei lá!
Bom, olhei meus álbuns e escolhi esse LO:


Primeiro e principalmente porque adoro o journaling. Nele eu conto um pouco sobre a cerimônia a festa do meu casamento e acho que consegui escrever exatamente o que eu queria, sacumé? Depois porque essa foto, que foi tirada por algum convidado, mostra que eu estou realmente feliz. Feliz mesmo, não alegre nem empolgada, só feliz. Toda vez que olho pra essa página no meu álbum, lembro daquele momento e dou um sorriso feliz. E por último e muito importante, porque ganhei um concurso concorrendo com outras pessoas anos-luz mais talentosas que eu, votado por um monte de gente mais talentosas ainda.

Agora quero saber qual o LO preferido da Verinha, da Kaká e da Vivi