quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Madri - dia 07

Pra começar o último dia, o café da manhã das duas Anas. 


Assim como falei em Barcelona, a melhor coisa que fizemos nesta viagem foi ficar 7 dias em cada cidade. Madri foi ainda mais proveitoso, já que fizemos tudo que planejamos e ainda conseguimos conhecer duas cidades vizinhas. Perfeito. Neste último ainda, ainda pudemos aproveitar o tempo sem pressa, sem programação, sem horário. E parece que o São Pedro espanhol sabia disso, foi o ÚNICO dia que choveu. 

(nossa rua)

Amanheceu assim, meio chove-não-molha, mas depois caiu o mundo. Começamos passeando pelo bairro e pelos vizinhos, mas quando o céu caiu de vez, aproveitamos pra entrar em algumas lojas (já que só me animo a fazer isso quando o dia não está maravilhoso - como estavam todos). As fotos desse dia são da manhã/tarde e do finzinho da noite, quando pudemos passear na rua. Espero que elas, as fotos, sempre me façam lembrar do quanto esses dias foram perfeitos. Quando eu amei essa viagem e quanto viajar (com meus dois amores-parceiros) é a melhor coisa do mundo. A melhor. Do mundo!





 Demais.


Para jantar, escolhemos uma pizzaria (paulistano bicho besta) muito cool, cheia de sabores diferentes e que, sem querer, tinha a atração preferida da princesa (agora com coroa): livros. Muitos.

E o último passeio foi a vista noturna da Plaza de Cibeles, com o Palacio das Comunicações mudando de cor o tempo todo e a gente, a turistada toda, tirando foto e fazendo vídeo, hehehe. Aguentem.





Neste mesmo dia, quando postei essa foto no Instagram, Ju Tonin disse que eu estava com uma cara de felicidade contagiante. A cara não sei, mas a felicidade dentro de mim não poderia ser maior. Pela foto, pela viagem, por esses dois que já nem sei mais como dizer que amo, por tudo que a gente viveu juntos, os três, grudados. 
Que venham todas as próximas, muitas delas, a vida toda.

Beijo pra quem deu essa voltinha comigo.





Um comentário:

  1. Massa ! "agradecemos sua companhia e esperamos encontrá-lo em nossas próximas viagens"....
    é assim mesmo, quem não pode tirar o pé do chão "concretamente", viaja na viagem dos outros... AMEI....

    ResponderExcluir